Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/01/23 às 11h40 - Atualizado em 12/03/24 às 14h44

Luciana Santos assume como primeira mulher ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação

COMPARTILHAR

Foto: Wesley Sousa

 

A engenheira eletricista Luciana Santos assumiu nesta segunda-feira (2) o cargo de ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação e é a primeira mulher a ocupar o posto. A transmissão de cargo foi realizada na sede do MCTI, em Brasília, com a presença de parlamentares, ministros do governo federal, ex-titulares da pasta, reitores de universidades e comunidade científica.

Em seu discurso, a ministra elencou como prioridades da nova gestão a recomposição do orçamento da área e execução integral do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT); atualização dos valores das bolsas de pesquisa do CNPq; políticas para o acesso de jovens à universidade; inclusão de meninas e mulheres na ciência e o apoio a projetos estruturantes em parcerias com outros ministérios e instituições de fomento.

 

“Quero destacar nosso compromisso com a expansão e consolidação do Sistema Nacional de CT&I com redução das assimetrias regionais e ampliação do programa de bolsas do CNPq. Apoiaremos projetos estruturantes de complexos industriais tecnológicos e de inovação em áreas como saúde, informação, comunicação digital, energia, alimentos e Defesa. Daremos prioridade à estruturação de um programa integrado de desenvolvimento da Amazônia. Retomaremos o programa de satélites de sensoriamento remoto em parceria a China, viabilizando as missões CBERS 5 e 6”, listou.

 

Outras iniciativas apontadas pela ministra como metas são a execução do projeto do Reator Multipropósito Brasileiro; o fortalecimento do Programa Espacial Brasileiro buscando a autonomia do acesso brasileiro ao espaço; o lançamento de uma nova Estratégia Brasileira de CT&I; a revisão da liquidação do CEITEC e formulação de uma estratégia para o setor de semicondutores, além da retomada da Conferencia Nacional de Ciência e Tecnologia para fortalecer o diálogo com a comunidade científica.

Luciana Santos também ressaltou o papel da ciência, tecnologia e inovação para a solução dos problemas nacionais, redução das desigualdades, garantia da soberania do país e a busca de cooperações internacionais para alcançar esses objetivos.

 

“Temos de fato uma longa jornada pela frente, mas quero dizer a vocês que estou extremamente motivada e determinada. Se os desafios são imensos, as perspectivas são maiores ainda. Temos um povo talentoso, capaz, construindo experiências diversas em cada recanto desse país. Vamos aproveitar a inteligência brasileira. Vou usar essa motivação e experiência na gestão pública para fazer valer o fato histórico de ser a primeira mulher ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”.

 

Transmissão

 

Na cerimônia de transmissão, a ministra também recebeu das mãos do ex-ministro Paulo Alvim a Ordem do Mérito Científico. Alvim agradeceu a oportunidade de ter feito parte da pasta, recontou sua trajetória dentro do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia e lembrou os desafios enfrentados pelo ministério.

 

“Estou prazeroso de passar o bastão do ministério para a primeira mulher ministra. O ano passado, nós tivemos um avanço quando a professora Helena Nader assumiu depois de 100 anos a presidência da Academia Brasileira de Ciências. Isso é importante. Eu falo como pai de quatro filhas, precisamos de mais mulheres na CT&I e empreendedorismo inovador para agregar valor, gerar riqueza e atuar na solução dos problemas da sociedade. Esse é o papel da ciência e tecnologia”, pontuou.

 

Perfil

 

Natural do Recife, Luciana Santos é engenheira eletricista formada pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Foi a primeira mulher a ocupar o cargo de vice-governadora de Pernambuco, eleita em 2018. Luciana também presidiu o Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (1995-1996); foi deputada estadual de Pernambuco (1997-2000); prefeita de Olinda por dois mandatos consecutivos (2001-2008); secretária de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco (2009-2010) e deputada federal por dois mandatos consecutivos (2011-2018).

 

* Com informações do Governo Federal

Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

FAPDF

Granja do Torto Lote 04, Parque Tecnológico Biotic Cep: 70.636-000